top of page
Buscar

Jiu Jitsu feminino brilha em Alagoas: Tácila Nicole, aos 10 anos, tri campeã na 6ª Copa Maria Bonita, evento histórico promovido pela Liga Alagoana e marcado pelo empoderamento feminino

Leia a reportagem completa com o jornalista Fernando Antônio sobre esse evento marcante de jiu jitsu
Um dos pódios da 6ª edição da Copa Maria Bonita de Jiu Jitsu
Um dos pódios da 6ª edição da Copa Maria Bonita de Jiu Jitsu

O destaque da competição


No Ginásio do Sacramento, em Maceió, a 6ª edição da Copa Maria Bonita de Jiu Jitsu foi palco de um verdadeiro espetáculo esportivo protagonizado por mais de 300 atletas mulheres de todo o Brasil. Sob a organização impecável da Liga Alagoana de Jiu Jitsu, liderada pela dedicada gestora Sibele Lima, o evento se consolidou como um dos maiores do país no segmento feminino.


O triunfo de Tácila Nicole e o brilho do Aba Jitsu/Semeando Campeões


Entre as competidoras, destaque para Tácila Nicole, uma jovem atleta de apenas 10 anos, que conquistou o título de tri campeã consecutiva da competição, demonstrando talento e dedicação admiráveis. Além dela, outros medalhistas também se destacaram, muitos deles integrantes do Aba Jitsu, projeto liderado por Matheus Messias, e do Semeando Campeões, conduzido por Felipe Gouveia em Marechal Deodoro.


Jiu Jitsu ascende em Alagoas


No dia 17 de março, Maceió se tornou o epicentro do jiu jitsu feminino brasileiro com a realização da 6ª edição da Copa Maria Bonita, um evento que não apenas celebra a excelência esportiva, mas também promove o empoderamento feminino e a inclusão no universo das artes marciais. Sob a liderança da Liga Alagoana de Jiu Jitsu, sob a gestão determinada de Sibele Lima, mais de 300 atletas de todo o país se reuniram no Ginásio do Sacramento para competir em busca de glória e superação.


Destacando-se entre as competidoras, Tácila Nicole, uma jovem promessa com apenas 10 anos de idade, demonstrou um desempenho impressionante ao conquistar pela terceira vez consecutiva o título da competição. Seu talento e habilidade no tatame impressionaram a todos os presentes, tornando-a um verdadeiro símbolo de inspiração para jovens atletas em todo o Brasil.


Além do brilho individual de Tácila, o evento contou com a presença de outros talentosos competidores, muitos dos quais fazem parte de projetos sociais como o Aba Jitsu, liderado por Matheus Messias, e o Semeando Campeões, coordenado por Felipe Gouveia em Marechal Deodoro. Esses projetos não apenas ensinam técnicas de jiu jitsu, mas também promovem valores como disciplina, respeito e trabalho em equipe, impactando positivamente a vida de jovens em comunidades carentes.


A presença ilustre de Lydia Poliana, secretária de Esporte, Lazer e Juventude de Alagoas, enfatizou o compromisso do governo em apoiar iniciativas que promovam o empoderamento feminino e a inclusão no esporte. Sua participação no evento ressaltou a importância do jiu jitsu como ferramenta de transformação social e promoção da igualdade de gênero.


Com a conclusão da 6ª Copa Maria Bonita de Jiu Jitsu, fica evidente que o esporte vai muito além da competição: é uma poderosa ferramenta de empoderamento, superação e união. Que eventos como este continuem inspirando e transformando vidas por muitos anos.


Beijo, abraço, saúde, fique com Deus e até a próxima...



2 comentarios


Essa é braba de mas

Me gusta

Invitado
18 mar

Em breve no jiu-jitsu mundial 🫵🥇 muito focada e disciplinada.

Me gusta
bottom of page