top of page
Buscar

Governador Paulo Dantas abre oficialmente a VIII Copa Rainha Marta e VI Taça das Grotas

No Estádio Rei Pelé, na segunda-feira (1), o governador Paulo Dantas deu início às emocionantes competições esportivas, que contarão com a participação de 1,6 mil jovens atletas.
Governador de Alagoas Paulo Dantas caminha ao lado da secretária da SELAJ, Lydia Pollyana e de Charles Herbert
Crédito: Edvan Ferreira/Agência Alagoas

Esses eventos, promovidos pelo Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Selaj), não apenas fomentam o esporte amador, mas também têm um objetivo crucial: promover a inclusão social em áreas vulneráveis.


Compromisso com o Desenvolvimento Social através do Esporte


Paulo Dantas enfatizou a importância dessas competições como ferramentas de inclusão social e desenvolvimento. Ele ressaltou que além de proporcionar uma plataforma para revelar novos talentos, as competições ajudam a combater a criminalidade, oferecendo alternativas positivas para os jovens.


Mensagem de Apoio da Rainha Marta


O governador transmitiu uma mensagem de apoio da renomada jogadora Marta, que expressou seu entusiasmo pela oitava edição da Copa Rainha Marta, mesmo estando nos Estados Unidos. Sua mensagem destaca a importância de priorizar o esporte alagoano e incentivar os atletas locais.


Inovação nas Competições: Lançamento Conjunto


Pela primeira vez, as duas competições foram lançadas em conjunto, destacando o compromisso do Estado com o esporte e a inclusão social. O Secretário Especial de Gestão, Charles Hebert (Selaj), ressaltou a transformação das competições em exemplos para o Nordeste e o Brasil.


Detalhes da Competição e Política de Inclusão


A VIII Copa Rainha Marta contará com a participação de 32 equipes e 640 jogadoras, com idade mínima de 14 anos. Cada equipe pode inscrever até duas atletas acima de 12 anos, ampliando as oportunidades de participação. Por sua vez, a VI Taça das Grotas reunirá 960 jovens atletas amadores, entre 14 e 17 anos, provenientes de 48 times das regiões de Maceió e da Região Metropolitana, que enfrentam situações de vulnerabilidade social.


Essas competições não apenas promovem o esporte, mas também representam uma política pública de inclusão, oferecendo oportunidades para jovens talentos das comunidades carentes de Alagoas. Com o apoio do governo, esses eventos não são apenas torneios esportivos, mas verdadeiras ferramentas de transformação social.



Comments


bottom of page